Doença Diverticular - Grupo Surgical
Colelitíase
25 de abril de 2017
Refluxo: uma doença só do esôfago?
25 de abril de 2017

Doença Diverticular

A doença diverticular é mais comum em pessoas acima de 50 anos, mas pode acometer os mais jovens (principalmente os homens).

Os divertículos surgem em decorrência de características pessoais e estilo de vida, como dieta inadequada, sedentarismo e obesidade.

A dieta rica em fibras é considerada a melhor maneira de prevenir o surgimento dos divertículos, principalmente quando associada a prática de exercício, que estimula a função intestinal. Lembrando que, quando se faz uma dieta rica em fibras, é necessário a ingestão de aproximadamente 2 litros de água/ dia para que haja bom funcionamento do intestino.

A doença diverticular se não tratada de forma adequada, pode evoluir para a diverticulite, que nada mais é que a inflamação da parte final do intestino grosso, onde a formação dos divertículos ou “bolsas” acumulam matéria fecal, podendo causar até úlceras ou perfurações.

Em quadros agudos de diverticulite, procure não consumir alimentos que contenham grãos e sementes (Exemplo: maracujá, kiwi, goiaba, tomate, pepino, ervilha, lentilha, feijões, nozes, amendoim etc), pois estes contêm resíduos que podem se alojar nos divertículos, levando a uma maior inflamação. Desse modo, durante as crises procure ingerir alimentos mais líquidos ou sem resíduos (sopas líquidas ou batidas, purês, cenoura, chuchu, mandioquinha, pães integrais sem grãos, ovos cozidos e os sucos de frutas devem ser coados). Também é importante diminuir a ingestão de gorduras, pois estas podem intensificar as contrações musculares e causar desconforto intestinal. A atividade física é muito bem vinda, uma vez que melhora o trânsito intestinal.

Ao Grupo Surgical,
Dra. Vanessa Cordioli Milani
Nutricionista Especialista Clínica
Nossa Clínica 19 3408-0151 / 3462-5655
Fan page: Nutricionista & Coach Vanessa C. Milani
Dúvidas / atendimento on line: dra.vanessamilani@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido