Gastroplastia Redutora - Grupo Surgical
Artigos publicados pelo Prof. Dr. Bruno M. T. Pereira
2 de maio de 2017
Campanha de prevenção no Carnaval atinge milhares de pessoas – TRAUMA boleTEAM (SBAIT)
19 de maio de 2017

Gastroplastia Redutora

Os cuidados nutricionais garantem que o paciente tenha uma boa recuperação no pós-operatório, além de minimizar problemas como o refluxo, saciedade precoce e o Dumping, readequando o organismo a sua nova realidade. Por isso, os pacientes devem passar por quatro fases antes de voltar a ter uma alimentação regular.

 

FASE 1: Dieta líquida

A dieta líquida (totalmente sem resíduos) é adotada na primeira semana após a cirurgia. Deve- se iniciar a dieta consumindo pequenos volumes (medidos no copinho de café- 50 ml), fazendo de 6 a 8 refeições por dia, com um intervalo de 2 horas entre as refeições. Os alimentos (líquidos) têm que ser ingeridos lentamente, em pequenos goles.

Os alimentos permitidos na primeira fase são chás claros (camomila, erva doce, hortelã, erva cidreira), sucos de frutas, bebidas a base de soja, água de coco, caldos caseiros de carne, frango, peixe ou legumes totalmente coados. É também importante beber água ao longo do dia, em pequenas quantidades, e tomar os suplementos prescritos pela nutricionista ou médico, caso necessário.

 

FASE 2: Dieta pastosa

Essa fase tem duração de aproximadamente 15 dias a 1 mês, depende da resposta do organismo do paciente. Os alimentos permitidos nessa fase são cremes de legumes, mingaus, purês e vitaminas de frutas batidas com água.

 

FASE 3: inclusão de alimentos sólidos

A dieta após 30 dias da cirurgia já pode ter alimentos sólidos, mas têm que ser muito bem mastigados e consumidos em pequenas quantidades ao longo de 6 refeições diárias, podendo usar um prato de sobremesa para comer pequenas quantidades em cada refeição. Os líquidos só devem ser ingeridos entre as refeições, sendo importante beber pelo menos 2L de água por dia para prevenir a desidratação.

A partir dessa fase da cirurgia o paciente pode comer frutas, legumes, cereais integrais, leite e derivados, carne, peixe, ovo, arroz, batata, cereais integrais e sementes em pequenas quantidades e de acordo com a tolerância (FASE 4: alimentação geral).

Lembrando que a alimentação antes da cirurgia também é essencial, pois se o paciente não fizer uma boa preparação alimentar terá dificuldades em se adaptar à nova realidade.

 

O que não deve comer após a cirurgia

Nos primeiros 3 meses devem ser evitados alimentos como:

  • Café, chá mate, chá verde;
  • Pimenta, condimentos químicos, temperos industrializados, mostarda, ketchup ou molho inglês;
  • Sucos industrializados em pó, refrigerantes, assim como água gaseificada;
  • Chocolate, balas, chicletes e doces em geral;
  • Frituras;
  • Bebida alcoólica.

As orientações não substituem a consulta com um profissional.

Ao Grupo Surgical,
Dra. Vanessa Cordioli Milani
Nutricionista Especialista Clínica
Nossa Clínica 19 3408-0151 / 3462-5655
Fan page: Nutricionista & Coach Vanessa C. Milani
Dúvidas / atendimento on line: dra.vanessamilani@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido